Cuidados com seu amiguinho durante o inverno

maio 28, 2012 em Dicas

 

Introdução: Os animais de estimação necessitam de cuidados especiais nas diferentes épocas do ano. Tais cuidados vão depender principalmente do clima da região onde vivem.

Sabe-se que o Brasil é considerado um país de clima tropical, caracterizado com temperaturas medianas e agradáveis na maior parte do ano, não possuindo uma estação de inverno rigorosa. Mesmo assim, durante o inverno, temos temperatura e umidade do ar reduzidas, o que favorece o aparecimento de doenças respiratórias, oftálmicas e virais nos animais domésticos.

No geral, o que acontece é o seguinte: Com a queda das temperaturas, os animais “desprotegidos” apresentam uma queda de imunidade, e desta forma, ficam mais “livres” a adquirir e desenvolver doenças.

Cães:

  • É muito comum o aparecimento de uma virose chama cinomose doença geralmente irreversível, e a cura do animal é muito rara.
  • Doenças como gripe, asma, bronquite e pneumonia: Ocorrem devido a falta de umidade do ar que gera o aumento de poeira, causando irritação do sistema respiratório. O Tratamento se resume em antobioticoterapia, uso de xaropes e antiinflamatórios.
  • Conjuntivite, úlcera de córnea e síndrome do olho seco: Mais comuns em animais da raça Lhasa Apso, Shih-tzu, Chiuaua, Pinther, Pequinês: Com a queda de umidade do ar, e o aumento de ventania, característico da estação, ocorre o “ressecamento” dos olhos, uma vez que a produção de lágrimas está prejudicada, causando ardência e sensação de areia nos olhos. O tratamento clínico se dá com o uso de colírios, que podem ser apenas lubrificantes, ou com ação de antibióticos e antiinflamatórios, atentando sempre o colírio ideal para que não aumente a pressão do olho, caso contrário podemos piorar o estado oftálmico do animal. Em alguns casos, não há tratamento clínico, apenas tratamento cirúrgico.

Gatos:

  • Basicamente as mesmas doenças que ocorrem nos cães podem ocorres nos gatos, com causas iguais ou semelhantes.
  • Deve-se atentar para o aparecimento de doenças respiratórias, como a rinotraqueíte felina, pneumonias em geral. O Tratamento com vitaminas, antibióticos e antiinflamatórios geralmente são eficazes.
  • A pelagem pode ficar ressecada e quebradiça, devido a falta de umidade do ar. Banhos semanais e a utilização de produtos como Humilac® auxilia na hidratação da pele e dos pelos.
  • Aparecimento de otites é comum, devido à posição anatômica das orelhas (geralmente eretas), elas ficam mais expostas ao vento e a entrada de bactérias. Limpeza do conduto auditivo, acompanhado com um tratamento tópico para otites geralmente resolve o problema.

Prevenção:

  • Doenças como cinomose, gripe canina e rinotraqueíte felina podem ser prevenidas através da aplicação ANUAL da vacina V8 ou V10 em cães e quádrupla felina em gatos.
  • Para melhorar a umidade do ar durante o período mais seco do ano, pode-se utilizar aparelhos como umidificador ou vaporizador. Uma bacia com uma toalha mergulhada em água, deve ser colocada  no ambiente onde o animal vive. Isso também auxilia em manter bons níveis de umidade no ar.